As Pimentas Biquinho mais selecionadas estão aqui:

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Mais um dia....

...é uma dor tão doída
dói vagorosa e silenciosamente
dia após dia
e o pior é que Eu sei
nunca vai passar................................................


9 comentários:

Daniel Deywes disse...

É esse tipo de dor não passa mesmo, mas melhora com o tempo, porque aprendemos a filtrar os bons momentos, e a dor se transforma numa saudade...

É eu sei muito bem como é isso ...

Forças amiga..

abraço

Daniel

Geise Rodrigues Matiuzzi disse...

Amiga sinto dizer que não vai passar mesmo.
Mas quando vier essa dor, lembra dos momentos bons e que sua mãe com ctz quer te ver bem e feliz!!!!
Saudade é o amor que fica!

Fica com Deus!!!
Beijinhos
Ge

Viviane Heleno disse...

Meus pêsames, querida.
E por mais que a dor não passe, o que houve de bom também não passará e de uma forma ou de outra, ajudará com sua dor.

Pimenta Biquinho - Adriana disse...

Obrigada pelas palavras pessoal.....bom ouvir o que outras pessoas tem a nos dizer....isso nos fortalece muito...
Beijos!!!!!!!!!

'Celle' Barkauskas disse...

- Linnnda estou na correria hoje, estou de saida, mas umas 17h estou de volta, a noite prometo que venho aqui ver tudo com mais calma viu, amo suas visitinhas e seu carinho!!! Vc é uma querida!

Bjokas Sua Linda*-*
'Celle' Barkauskas

@BlogdaCelle

http://totalmentedemaisonline.blogspot.com

Duxa disse...

Querida, sei de cor a dor que estás sentindo, é profunda e queima o nosso peito e a alma, há dias melhores e há dias que só apetece gritar para o mundo: mãe onde estás?fazes-me tanta falta, porquê partiste?
Também eu estou tentando fazer o luto da minha querida mãe, deixo-te muita coragem amiga, hão-de vir dias menos dolorosos.
Beijinhos.

Irene disse...

"Dor que nunca passa",Como é certo!! Mas as amizades que se vão fazendo ajudam um bocadinho...
E temos que nos ajudar mutuamente!
bjocas e muita força

Fla disse...

A dor se transforma... vira saudade...lembranças...
força querida, muita força.
Bjs

Neia disse...

Ontem enquanto via o padre Reginaldo Manzotti, lembrei muito dela e fiquei muito emocionada.É difícil acreditar. Meu Deus!Essa saudade nunca vai passar,mas as lembranças das conversas, dos comentários (muito divertidos), ficarão pra sempre.